Дуэт Рикарду Рибейру и Маризы.

Мариза Рикарду Рибейру Слушать Фаду
Поделиться с друзьями
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Уникальное видео с июльского концерта Маризы EDP COOLJAZZ 2014.
Так уж вышло, что и у Маризы, и у Рикарду Рибейру в репертуаре нашлось фаду на стихи Артура Рибейру и музыку Fado Alexandrino – “Quando me sinto so” и “De mim para ninguem”, которые они и решили спеть в дуэте. И это первый их дует. Получилось великолепно.

Cлова: Artur Ribeiro

Фаду QUANDO ME SINTO SÓ

Quando me sinto só, como tu me deixaste
Mais só que um vagabundo num banco de jardim
É quando tenho dó de mim e por contraste
Eu tenho ódio ao mundo, que nos separa assim

Quando me sinto só sabe-me a boca a fado
Lamento de quem chora a sua triste mágoa
Rastejando no pó, o meu coração cansado
Lembra uma velha nora morrendo á sede d’água

P’ra que não façam pouco, procuro não gritar
A quem pergunta minto, não quero meter dó
Num egoísmo louco eu chego a desejar
Que sintas o que sinto quando me sinto só

Фаду De mim para ninguem

De mim para ninguém, mais outro fado triste
Fado que às vezes canto para ninguém ouvir
Muito embora a ninguém, meu coração insiste
Neste fado que em pranto se transforma a seguir

De mim para ninguém que me deixou tristonho
E nem sequer merece meus olhos a chorar
Ninguém que foi alguém e destruiu meu sonho
E o coração esquece que não deve lembrar

Alguém que se perdeu nas ruas da ansiedade
Que viveu a meu lado e a quem eu já quis bem
Alguém que enegreceu as ruas da cidade
Inspirou este fado, de mim para ninguém

Тэги

Добавить комментарий